Quer mais resumos? acesse o nosso canal

O conceito tem ganhado relevância entre os executivos das diferentes áreas. Entenda o que é e como está mudando a dinâmica corporativa

De alguns anos para cá engajar clientes tornou-se um dos maiores gargalhos para as empresas, isto aplica tanto para clientes internos como externos, lembrando que os dois devem se manter encantados com relação a sua marca. Baita desafio, não acha? Caso pense o contrário é porque sua marca é uma das queridinhas do mercado, ou ainda não entendeu a importância de ser destaque no mercado ou não sabe como concorrer nesse mundo cada vez mais rápido e com quantidades gigantescas de dados. Se for o último, este artigo é para você.

O que é Gamificação?

Entende-se por gamification ou gamificação o uso de técnicas de jogos para tornar algo um produto (site, aplicativo, comunidade online) mais interativo, engajador e claro cativante para os usuários. Para atingir esse objetivo, a gamificação usa 10 mecânicas de jogo básicas que garantirão o engajamento do jogador, nem todas as vezes precisa usar todos os princípios, só é preciso pegar alguns e saber mistura-los. Alguns desse principios estão associados a competitividade, colaboração, conquista e claro o elemento surpresa.

Gamificação e negócios

No primeiro momento não faz muito sentido inserir esse tipo de práticas na estratégia da empresa, pois só é um jogo. Pois saiba que o jogo é um espaços de interação que mais gera engajamento nos indivíduos, uma vez que os usuário vão participando do espaço sem perceber o impacto dessa atividade, ou seja, eles não percebem como sua marca de uma forma e outra está entrando na cabeça deles, uma vez que está se gerando uma nova experiência emocional que mais para diante será a responsável por criar um vínculo afetivo com a marca.

Além de toda essa questão experiencial, os jogos tem sido utilizados como uma das formas mais engajadoras para educar, as escolas são o exemplo mais claro. Então, por que não trazer essa abordagem para o mundo dos negócios? Talvez para um treinamento de equipe ou outros espaços de educação corporativa.

Por que falar de Gamificação e Storytelling?

Não é segredo que a maioria dos jogos precisa contar uma história para manter o jogador encantado. Contudo, um dos maiores desafios é conseguir implementar de forma bem-sucedida essas práticas de gamificação, uma vez que o modelo de pensamento atual não consegue associar facilmente os jogos como agentes de transformação e pode se tornar um movimento arriscado para a maioria das empresas.

Diante dessa dificuldade, o storytelling surge como um parceiro para facilitar o entendimento do conceito de gamificação, os benefícios e como ela pode revolucionar a dinâmica de qualquer empresa. Além disso, os jogos precisam de maior concentração de estar 100% presente no momento, bem diferente do cinema e os livros que permitem realizar outras atividades em paralelo.  Isto é essencial para engajar ao público-alvo de qualquer estratégia, independente se ela for pensada para vender o mesmo para aprimorar os skills da sua equipe.

Quer saber mais sobre Storytelling? Leia o artigo completo

Deixe uma resposta